A história da Maria.


Maria Bravura - Cervejaria e Ativismo é uma cervejaria “cigana” do interior de São Paulo que iniciou suas atividades em junho de 2016, tendo lançado suas cervejas em dezembro do mesmo ano. Foi fundada por uma psicóloga inquieta e sonhadora que virou homebrewer e que tem se especializado na área cervejeira, decidindo trocar a sala do seu consultório pelas sacas de malte, criação de receitas, experimentos, vendas, marketing, design de rótulos e tantas outras coisas que uma cervejaria de sucesso pede! Foi pensando em fazer algo divertido e conectado às celebrações da vida que hoje tem trilhado outro caminho profissional (um caminho de sabores, aromas e prazeres), mas onde coloca muita seriedade, zelo e respeito pela atividade. A ideia veio junto com o desejo em militar a favor de uma bela e nobre causa: o empoderamento feminino! Através dos rótulos, mídias sociais e de seus eventos, a cervejaria busca disseminar a luta das mulheres pela igualdade, liberdade e respeito, dando voz à resistência e ao protagonismo feminino. É uma cervejaria inspiradora em termos sensíveis e em termos cervejeiros também. As cervejas artesanais Maria Bravura desconstroem a ideia de que mulher não entende de cerveja e afirmam por si só que lugar de mulher é onde ela quiser. Um nome tão popular e simples como Maria juntou-se a uma característica nobre e forte de toda mulher: bravura! Bravura aqui não é braveza – mas pode ser que isso seja necessário. Bravura é coragem e é com ela que esta cervejaria produz cervejas ousadas, que falam por si. Até agora a cervejaria produziu três estilos: Oma (Pilsen), Arqueira (Lager com adição de manjericão) e Desbocada (IPA com toque de maracujá) que chegaram causando burburinho e dando o que falar. A fundadora representa mulheres loucas por cerveja e principalmente apaixonadas por essa arte milenar, terapêutica, mística e revolucionária que é produzí-las. É uma cervejaria criativa que colhe especiarias e frutas e as utiliza em muitos testes e em algumas de suas receitas, as quais são desenvolvidas de forma bastante livre, sempre priorizando pelo resultado de cervejas harmoniosas e honestas! Além do trabalho voltado para o empoderamento das mulheres e ao protesto contra o machismo, Maria Bravura busca estimular a autenticidade de cada possibilidade cervejeira, contribuindo para o fortalecimento da cerveja artesanal em nossa região. Seus rótulos levam o nome de Paraguaçu Paulista justamente como forma de atrair olhares para a cidade, deixando claro o quanto valoriza e busca resgatar a identidade doméstica e milenar da cerveja, tendo como prioridade o comércio e a distribuição locais. Maria Bravura marcha rumo à Revolução do mundo (mesmo que seja só o nosso) através da cerveja artesanal que não se cala e segue lutando, se descobrindo, se fortalecendo, se empenhando e inovando! Liberte sua bravura e marque seu mundo com sua força. BRAVURE-SE.